segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

VITÓRIAS E DERROTAS....DEPENDE DE COMO VC AS INTERPRETA.




Não confunda derrotas com fracasso nem vitórias com sucesso.
Na vida de um campeão sempre haverá algumas derrotas, assim como na vida de um perdedor sempre haverá vitórias.
A diferença é que, enquanto os campeões crescem nas derrotas,
os perdedores se acomodam nas vitórias.
A vida é feita de vitórias e fracassos, principalmente fracassos;
Pois é quando caimos que erguemos a cabeça e vemos o caminho certo para a vitória,
e é também quando conhecemos os verdadeiros amigos,
enfím,
e no fundo do poço que achamos o verdadeiro sentido da vida:
viver a vida intensamente,
usurfluindo da verdadeira amizade.
A amizade é tudo em nossas vidas.
Já se perguntou o que você seria sem ao menos um amigo para te levantar
quando você mais precisou???

Viver sem decepções é não aprender a valorizar as vitórias;
sem tristezas a não valorizar as alegrias;
sem derrotas a não perseguir e conquistar o sucesso;
sem abismos a não procurar segurança;
sem necessidades a não valorizar o que se possui,
sem penumbras a não buscar a luz!



E MAIS UM DIA SE INICIA...


Não te espantes quando o mundo amanhecer irreconhecível.
Para melhor ou pior, isso acontece muitas vezes por ano.
"Quem sou eu no mundo?"
Essa indagação perplexa é o lugar-comum de cada história de gente.
Quantas vezes mais decifrares essa charada, tão entranhada em ti mesmo como os teus ossos, mais forte ficarás.
Não importa qual seja a resposta;
o importante é dar ou inventar uma resposta.
Por que tenho no céu sempre um sol a brilhar,
por que tenho a cada amanhecer um novo começo para viver,
por que posso compartilhar contigo as minhas dores e as minhas maiores alegrias, percebo que neste mundo tudo é graça,
tudo vale a pena!
E que seja doce...
cada abraço,
cada sorriso,
cada sonho,
cada lembrança e
cada
AMANHECER...

sábado, 26 de fevereiro de 2011

O FUNDAMENTAL É SER FELIZ...



Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não.
É ter segurança para receber uma crítica,
mesmo que injusta.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

DIGITAIS....





Sou de paz, tenho nos meus sonhos meus grandes amigos, e uma fé que não me larga mais...e em tudo que eu acredito,comigo.

Sou feito de quedas e vôos, de céus e de cais, do que arde e queima mas também do que agracia e aconchega, do que é proteção e abrigo, mas também do que é perigo....tenho em mim os doce e os sais... herois e bandidos....o que é perene e o que é fulgaz.

Coitados dos que pensam que sou só sorrisos...

Tenho marcas de vida que insisto em manter escondidas...susceptíveis falhas, cascatas de desacertos que me jogam montanha a baixo...sou feito de tentativas vãs, um amontoado de quedas, de breves fracassos, mas com força nos braços sigo, e tento carregar o mundo , viver segundo após segundo, como nunca mais.

A mesma mão que me afaga, me esbofeteia, a mesma mão que acalenta , me castiga... mas eu quero sobre em mim a mão da vida, perpe(ta)tuar a vida em cada polo, em cada poro... querer da vida sempre mais…..com todos seus gracejos , com todos os seus lamentos de tantos ais...

Eu quero sobre mim a mão da vida

.....cravar em minha pele as suas DIGITAIS

Erikah Azzevedo

APENAS UM PONTO DE VISTA....by ANDRESSA RODRIGUES




... quero te ouvir antes que seja o fim

quero a canção que você fez pra mim

percebo então que não estou

mais sozinha aqui....

não quero ser tão inconsequente

tento entender, porque de repente

tudo mudou, parece tão estranho entre nós......

FAZENDO VALER A PENA....





Eu entro nesse barco, é só me pedir.
Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou.
Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também.
Porque sozinho, não vou.
Não tem como remar sozinho, eu ficaria girando em torno de mim mesmo.
Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também.
Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes.
Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia.
Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade.
Eu desisto fácil, você sabe.
E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir.
Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena.
Que por você vale a pena.
Que por nós vale a pena.
Remar.
Re-amar.
Amar...

sábado, 19 de fevereiro de 2011

MIMOS...




Ando precisando disso, do desequilibrio, da loucura que desestabiliza o nó das coisas. Desse meu coração batendo no ritmo do inesperado, desesperado em sentir. Em mim essa vontade de tirar tudo do lugar, burlar, desarrumar, desconstruir… sei la...incomodam-me as certezas, eu quero é ser a das surpresas

Viver também é subverter lógicas desbaratinar contantemente a direção das coisas, semear interrogações

Galopeio a emoção e já não procuro mais o que me ampara mas o que me abisma. Olhar a vida com olhos fartos, demasiados e famintos...

Ponho na minha saliva a sede pro que ainda há de vir.

Estremeço os ponteiros, Atocaio os minutos, esfarelo o tempo, assopro-o por entre as unhas, toco o futuro com os dedos, quero um sabor de amanhãs.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

N.E.O.Q.A.V





Eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno
bem no meio de uma praça
então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você
e a minha voz vai querer dizer tanta mas tanta coisa
que eu vou ficar calado um tempo enorme
só olhando você sem dizer nada...
só olhando olhando e pensando
meu Deus ah meu Deus
como você é importante para mim...

LARISSA Z. E SUAS FASES....





Ela é uma moça de poses delicadas, sorrisos discretos e olhar misterioso.
Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura.
Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista.
Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo.
Dentro dela tem um coração enorme, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez.
Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna...

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

APENAS DEIXE A VIDA ACONTECER...



Poderíamos, com mais frequência,
tentar deixar a vida em paz para desembrulhar suas flores no tempo dela,
no tempo delas, e, em alguns momentos,
nem desembrulhar.
Apesar da nossa cuidadosa aposta nas sementes,
algumas simplesmente não vingam e isso não significa que a vida,
por algum motivo, está se vingando de nós.
Há muito mais jardim para ser desembrulhado.
( . . . )
É fácil lidar com isso? Não é não.
Nem um pouco.
Esse é um dos capítulos mais difíceis do livro-texto e do caderno de exercícios:
o aprendizado do respeito ao sábio tempo das coisas.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

O degrau da escada não foi inventado para repousar, mas apenas para sustentar o pé o tempo necessário para que o homem coloque o outro pé um pouco mais alto...

ALIMENTO PARA A ALMA

Sábio é o ser humano que tem coragem de ir diante do espelho da sua alma para reconhecer seus erros e fracassos e utilizá-los para plantar as mais belas sementes no terreno de sua inteligência.


sábado, 12 de fevereiro de 2011

ME PROVOQUE...ME TIRE DESSA ROTINA COMO VOCÊ TIROU...





Quer saber o que eu penso?
Você aguentaria conhecer minha verdade?
Pois tome.
Prove. Sinta.
Eu tenho preguiça de quem não comete erros.
Tenho profundo sono de quem prefere o morno.
Eu gosto do risco. Dos que arriscam.
Tenho admiração nata por quem segue o coração. Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser.
Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louco, estranho, chato!
Eu sou assim.
Tenho um milhão de defeitos.
Sou volúvel. Sou viciado em gente. Adoro ficar sozinho.
Mas eu vivo para sentir.
Por isso, eu te peço.
Me provoque.
Me beije a boca.
Me desafie.
Me tire do sério.
Me tire do tédio.
Vire meu mundo do avesso!
Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir...
Um beliscãozinho que for, me dê.
Eu quero rir até a barriga doer.
Chorar e ficar com cara de sapo.
Este é o meu alimento: palavras para uma alma com fome.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

THAT'S IT




Gosto muito de você gosto muito de você, gosto muito de você sem pausas.
Aos caminhos, entrego o nosso encontro
e se tiver que ser, como tem que ser,
do jeito que tiver que ser, a gente volta um dia.
Da maior importância, meu bem.
That’s it! Esteja bem.
Queira estar bem.
Como se fosse verdade, um beijo.

DESCOMPLICANDO A VIDA....




Poderíamos, com mais frequência,
tentar deixar a vida em paz para desembrulhar suas flores no tempo dela,
no tempo delas, e, em alguns momentos,
nem desembrulhar.
Apesar da nossa cuidadosa aposta nas sementes,
algumas simplesmente não vingam e isso não significa que a vida,
por algum motivo, está se vingando de nós.
Há muito mais jardim para ser desembrulhado.
( . . . )
É fácil lidar com isso? Não é não.
Nem um pouco.
Esse é um dos capítulos mais difíceis do livro-texto e do caderno de exercícios:
o aprendizado do respeito ao sábio tempo das coisas.

EU QUERO SER PARA VOCÊ...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Nos pequenos detalhes, em cada momento.


naqueles dias,
a felicidade nada mais era
que a ansiedade
entre um suspiro e outro.


Alegre era a gente viver devagarinho, miudinho,
não se importando demais com coisa nenhuma.
Felicidade se acha é só em horinhas de descuido...

MAS EU VIVO PARA SENTIR...






... é preciso entender as artimanhas do tempo:
a hora certa sempre chega.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

FELICIDADE CLANDESTINA





Há um poema assim: "Por que a rosa murchou e caiu / E estes olhos não viram?" Isso me assombra. Mas é um estado de espírito que conheço tão bem. Aquele pesar por aquilo que não se viu e não se sentiu, pelo que passou sem ter sido percebido. A vida nos é dada apenas uma vez, e nós a desperdiçamos.
Você sente isso?